Publicado em 26/05/2022 às 11h24.

PSOL vai acionar o MP para cobrar investigação sobre morte em ação da PRF

‘O uso da viatura policial como câmara de gás é um retrato do Brasil violento que vivemos’, disse a sigla

Jamile Amine
Foto: Reprodução / Twitter
Foto: Reprodução / Twitter

 

O PSOL criticou a ação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Sergipe, que culminou com a morte de um homem por asfixia, e informou que irá acionar o Ministério Público para apurar o caso.

“Nossa bancada acionará o Ministério Público hoje para cobrar uma rigorosa investigação do assassinato bárbaro de Genivaldo de Jesus Santos em Sergipe”, anunciou o partido, por meio das redes sociais. “O uso da viatura policial como câmara de gás é um retrato do Brasil violento que vivemos”, disse a sigla, segundo a qual a PRF “tem muito o que explicar ao país”.

Diagnosticado com esquizofrenia, Genivaldo pilotava uma moto quando foi abordado por policiais rodoviários federais, no município de Umbaúba, litoral de Sergipe. Os agentes, que chegaram a encontrar cartelas de remédios no bolso do homem, afirmaram que ele ofereceu “resistência” e o puseram no porta-malas do carro. Em seguida, lançaram gás no compartimento.

Segundo laudo do Instituto Médico Legal (IML) de Sergipe, as causas do óbito foram asfixia mecânica e insuficiência respiratória aguda.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.