Publicado em 25/02/2020 às 21h28.

‘Não podemos ficar caladas’, diz Larissa Luz sobre violência contra as mulheres

A cantora também falou sobre o projeto Aya Bass e outros projetos da carreira

Estela Marques / Ury Silva
Larissa Luz no circuito Barra-Ondina. Foto: Estela Marques
Larissa Luz no circuito Barra-Ondina. Foto: Estela Marques

 

A cantora e compositora Larissa Luz conversou com o bahia.ba, antes de começar o percurso no circuito Barra-Ondina, nesta terça-feira (25), e comentou sobre os próximos passos da carreira.

“Eu vou lançar agora o clipe da música Hipnose, logo depois do Carnaval. E vou fazer uma turnê na Europa”, disse a artista.

Ela integra o Aya Bass, junto com Xênia França e Luedji Luna, que enaltece as cantoras negras de todo o Brasil e diversas gerações. “Tenho esse sonho fazer isso. Temos carreiras independentes e cada uma está em seu rolê. A Xênia está gravando, a Luedji também. Então, é difícil conciliar. É um desejo profundo meu e algum momento vai rolar”, contou Larissa sobre possível lançamento de disco do projeto.
Respeita As Mina

A atriz também falou sobre a eficácia de campanhas como Respeita as Mina.”A gente vai galgando tijolinho por tijolinho. É uma caminhada longa, mas a gente está caminhando. Eu vejo depoimentos de mulheres falando que já percebem mudanças no comportamento dos homens durante o circuito, a folia”, afirmou. “Então, com certeza, falar é imprescindível e dar resultado, sim. Não podemos ficar caladas vendo o tamanho a violência na abordagem com as mulheres. Os números são alarmantes, fora da folia também”, finalizou.

PUBLICIDADE
Temas: larissa luz