Publicado em 22/02/2020 às 00h21.

Rainha e princesas gordas comemoram representatividade: ‘Ocupando nosso espaço’

As jovens criticam uso de fantasia de corpos gordos

Bianca Andrade / Tailane Muniz
Foto: Sérgio Duarte/Bahia.ba
Foto: Sérgio Duarte/Bahia.ba

 

Rainha Plus Size do Carnaval 2020, Maritza Santana é categórica: “A mulher gorda vem ocupando a cada dia o seu espaço”. Ao lado das duas princesas eleitas, a rainha posou e conversou com o bahia.ba sobre como a “inferiorização do corpo gordo é um “tabu”.

“Para mim, é muito gratificante poder carregar essa coroa para representar todas as mulheres que têm os corpos gordos, uma felicidade”, disse.

Já a 1ª princesa, Joice Simas, comenta que vestir fantasias que fazem alusão aos corpos gordos é algo condenável. “Eu sinto repúdio. A gente não deveria virar fantasia porque somos lindas gordas, e queremos que todos nos aceitem como nós somos”, salienta.

Quanto à militância das gordas para além de grandes eventos, como o Carnaval, a 2ª princesa, Paula Mendes, defende que a permanência da luta. “Vai continuar porque somos 54% da população [em Salvador] acima do peso. Somos lindas, gordas e estamos aqui pra fazer história”, garante Paula, que curte a noite desta sexta-feira (21) no camarote Skol, na Barra.

PUBLICIDADE