Publicado em 21/10/2020 às 17h36.

Arrecadação federal tem segundo mês consecutivo de alta

Impostos e contribuições somaram R$ 119,8 bi em setembro, valor 1,97% maior do que mesmo mês de 2019

Redação
Foto: Marcello Casal/JrAgência Brasil
Foto: Marcello Casal/JrAgência Brasil

 

A arrecadação de impostos e contribuições somaram o montante de R$ 119,825 bilhões em setembro – alta real de 1,97%, ante o mesmo mês do ano passado. Os números foram divulgados pela Secretaria da Receita Federal nesta quarta-feira (21).

Para o órgão, as cotas do tributo a pagar do imposto de renda – que vinham sendo adiadas – começaram a ser recolhidas em setembro, sendo este um dos fatores da alta. O IR de Pessoa Jurídica e a CSLL também contribuíram para o resultado positivo.

No acumulado de janeiro a setembro, a arrecadação federal registrou queda real de 11,7%, com um total de R$ 1,026 Trilhão. Este é o pior valor para o período desde 2010, quando o resultado somou R$ 1,023 tri.“O resultado do período acumulado foi bastante influenciado pelos diversos diferimentos decorrentes da pandemia de coronavírus. Os diferimentos somaram, aproximadamente, 64,5 bilhões de reais no período acumulado”, avaliou a Receita Federal, em nota. Com informações da CNN e da Reuters Brasil

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.