Publicado em 30/10/2020 às 14h18.

Câmbio tem manhã tumultuada; dólar chega a bater R$ 5,8080

Dívida pública no Brasil e série de lockdowns europeus geraram instabilidade; no mês, a divisa tem valorização de 2,63%

Adriano Villela
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

 

Na última sessão da semana e do mês, o câmbio teve manhã e começo de tarde tumultuado nesta sexta-feira (30). Às 13h54, a moeda norte-americanaestava cotada a R$ 5,7318. Na máxima do dia, chegou a R$ 5,8080, maior valor desde maio. No mês, a moeda dos Estados Unidos acumula alta de 2,63%. No ano, tem valorização de 43,80%

Dois grandes fatores afetaram o humor nas transações com a divisa. Internamente, o movimento da dívida pública brasileira, que passou da barreira de 90% do PIB. No exterior, a segunda onda do novo coronavírus e a série de lockdowns na Europa ampliaram os receios dos investidores. Com informações do G1.