Publicado em 09/09/2020 às 19h00.

Camex zera imposto de importação do arroz até dezembro

Neste ano, país deve trazer do exterior cerca de 10% do volume total consumido de arroz no país; preço variou 39%

Redação
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

 

A Câmara de Comércio Exterior (Camex), do Ministério da Economia, reduziu a zero — até 31 de dezembro deste ano — a alíquota do imposto de importação para o arroz em casca e beneficiado. O objetivo é conter a alta do preço do produto no mercado interno. As informações são do G1.

Também nesta quarta-feira (9), a Secretaria Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça, cobrou de supermercados e cooperativas as razões para a alta de preços dos produtos da cesta básicahttps://bahia.ba/economia/governo-pede-explicacoes-a-supermercados-e-cooperativas-por-alta-da-cesta-basica/

A isenção do imposto no arroz está restrita a uma cota de 400 mil toneladas de arroz com casca não parboilizado e arroz semibranqueado e branqueado, não parboilizado. Segundo a FGV, no acumulado do ano a ‘inflação’ do arroz atinge 39%.

A Conab, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, projeta para este ano uma importação de 1,1 milhão de toneladas de arroz — cerca de 10% do que o país consome. Em agosto, as importações de arroz aumentaram 28,4% em comparação com o mesmo mês no ano passado.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.