Publicado em 14/11/2016 às 10h20.

Cartão de crédito lidera endividamento das famílias baianas

O aumento do número de endividados é atribuído aos altos juros cobrados pelo crédito e o aumento do desemprego

Redação
Cartões de crédito (FOTO: Reprodução Pixabay)
Foto: Reprodução/ Pixabay

 

 

Presente na vida da população da Bahia, o cartão de crédito sobressai também como um dos maiores problemas para o equilíbrio das contas das famílias baianas. Para 87,2% da população no estado, o meio de pagamento é o principal responsável pelas dívidas, conforme Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), da Confederação Nacional do Comércio (CNC) e da Fecomércio-Ba.

Conforme informações da coluna Farol Econômico publicada no Correio nesta segunda-feira (14), depois do cartão de crédito, aparecem o crédito consignado (6,6%), o cheque especial (5,7%) e o financiamento de carro (5,6%) como fatores de endividamento.

Ainda conforme a análise da Fecomércio-Ba, o endividamento do consumidor baiano aumentou 3,2% em outubro, em relação ao mesmo período do ano passado, chegando a 59,4%. O aumento no endividamento é atribuído aos altos juros cobrados pelo crédito e o aumento do desemprego no país.

O número de pessoas com contas em atraso e sem condições de pagar as dívidas também aumentou no estado. De acordo com a pesquisa, 29,2% dos baianos têm contas atrasadas e 9,7% reconhecem que não poderão pagar suas dívidas. As duas categorias tiveram um aumento de 8,1% e 2,5%, respectivamente, em relação ao ano passado, segundo a PEIC.