Publicado em 29/10/2015 às 11h10.

Demanda de combustíveis fósseis terá grande queda em 25 anos

Energia limpa barata seria um dos motivos

Redação

Empresas que usam combustíveis fósseis para a geração de energia, ou a produção de bens de consumo, continuam afirmando que a demanda de seus produtos, especialmente em países emergentes, vai continuar forte por décadas.

Não é o que diz um estudo feito por um grupo de pesquisa britânico, a Carbon Tracker Initiative. Segundo ele, na verdade a demanda diminuiria drasticamente em 25 anos.

Os autores analisaram dados como população, economia, mão de obra, energia e tendências de desenvolvimento para justificar sua afirmação. O avanço rápido em tecnologia (como a de veículos elétricos e armazenamento de energia), a queda do desenvolvimento econômico regionalmente e no mundo, opções baratas de energia alternativa e um crescimento populacional menor que o esperado seriam os fatores mais importantes.

As projeções do setor falam em crescimento da demanda de 30% a 50% nas próximas décadas, perfazendo três quartos do fornecimento da energia global. “Estes cenários não refletem o enorme potencial de redução de combustíveis fósseis com os esforços de descarbonização da economia”, afirma o estudo.