Publicado em 06/04/2020 às 21h40.

Dólar recua após seis altas seguidas

Informações da Europa acalmaram o mercado, contendo em parte a tensão gerada pelos conflitos entre Bolsonaro e Mandetta

Redação
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

 

O dólar comercial fechou a sessão desta segunda-feira (6) cotado a R$ 5,292, queda de 0,6% frente a sexta-feira. Mais do que o recuo em si, o pregão interrompeu uma sequências de seis sessões seguidas com valorização da divisa dos EUA. Segundo noticiou a revista Exame, informes positivas vindos do exterior – principalmente a redução no número de mortos pela Covid-19 na Itália e na Espanha – acalmaram os investidores brasileiros.

No Brasil, as declarações do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, no sentido de manter a Selic em 3,75% foram um bom sinal na bolsa de valores brasileira B3. Na direção contrária, os atritos entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro Luiz Henrique Mandetta trouxeram intranquilidade.

Geralmente, juros menores são bem vistos quando se analisa o crescimento econômico, mas no câmbio acontece o inverso. Com um retorno menor no investimento em títulos, os investidores estrangeiros tendem a tirar o dinheiro do país e colocar em um mercado com maior retorno. Essa retirada representa uma fuga de dólares do país, fazendo subir a cotação da moeda dos EUA no Brasil.

PUBLICIDADE