Publicado em 02/12/2019 às 19h00.

Exportações sobem US$ 6,4 bi com nova revisão da balança comercial

A falha ocorreu porque o Serpro descumpriu as recomendações de um fornecedor de equipamentos na hora de programar colega

Redação
Foto: Reprodução/Agência Brasil
Foto: Reprodução/Agência Brasil

 

Após nova correção nos dados da balança comercial, o governo federal informou que as exportações aumentaram em US$ 6,488 bilhões em setembro, outubro e em novembro (até o dia 24). Uma revisão para cima nas exportações de novembro já havia sido feita.

Os dados da última semana de novembro não foram atualizados porque, segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia, as informações foram coletadas e transmitidas da forma correta.

Originalmente, a Secretaria de Comércio Exterior tinha afirmado que as exportações brasileiras tinham totalizado US$ 18,921 bilhões em setembro, US$ 18,231 bilhões em outubro e US$ 9,681 bilhões até 24 de novembro.

Com a revisão, as vendas externas ficaram em US$ 20,289 bilhões em setembro, US$ 19,576 em outubro e US$ 13,456 bilhões até 24 de novembro. Segundo o Ministério da Economia, o problema na balança comercial foi causado no momento de transmissão dos dados à Secex.

A falha ocorreu porque o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) descumpriu as recomendações de um fornecedor de equipamentos na hora de programar a coleta dos dados dos relatórios de exportações enviados pelas empresas.

PUBLICIDADE