Publicado em 29/05/2020 às 20h40.

Fecomércio-BA aponta queda de 18,3% na intenção de consumo, em Salvador

Em virtude da pandemia, as famílias soteropolitanas estão priorizando o consumo dos bens essenciais como alimentos e medicamentos

Redação
Foto: Jaelson Lucas /Fotos Públicas
Foto: Jaelson Lucas /Fotos Públicas

 

O índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF), em Salvador, registrou uma queda de 18,3%. Esse é o menor patamar desde janeiro de 2018. Na avaliação do economista Guilherme Dietze, consultor econômico da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado da Bahia (Fecomércio-BA), as famílias soteropolitanas estão priorizando o consumo dos bens essenciais como alimentos e medicamentos, e comprar produtos como geladeira, fogão ou televisor.

O momento de crise em virtude da pandemia do coronavírus é o principal fator para a insegurança do consumidor em suas intenções de compras. “Necessita segurança no emprego e na renda para poder arcar com as parcelas da compra, o que não se vê no momento”, pontuou Dietze.

A cautela das famílias diante da instabilidade do momento fica clara nas quedas dos itens ‘Nível de Consumo Atual’ e ‘Perspectiva de Consumo’, de 19,2% e 22,2%, respectivamente. “A principal questão é o desemprego ou o risco de perder o atual trabalho. Sem uma previsão clara da retomada da economia e o prolongamento do período de quarentena, amplia-se o número de fechamento de lojas e demissões”, declara o economista.

Na opinião do consultor, o governo não conseguiu amenizar o impacto na avaliação sobre a renda mesmo com a liberação do auxílio emergencial no valor de R$ 600, com isso a indicação é de que as famílias reduzam gastos supérfluos, renegociem dívidas e contas em atraso, evitem entrar em crédito que tenha taxa de juros alta, como é o caso do cheque especial, ou gastos sem programação no cartão de cartão de crédito, por exemplo. “Não é uma situação trivial, mas é importante tentar ajustar o orçamento doméstico a nova realidade e evitar dívidas e problemas que se tornem uma bola de neve”, explicou.