Publicado em 10/07/2020 às 14h43.

Fundo árabe Mubadala faz melhor proposta por refinaria na Bahia

Investidores e Petrobrás vão discutir termos do contrato; se não houver acordo, nova rodada de ofertas será realizada

Redação
Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

 

O fundo de investimentos árabe Mubadala fez a melhor oferta na fase vinculante da venda da refinaria Landulpho Alves, em Mataripe (BA). O fundo indiano Essar estava na disputa pelo ativo baiano da petrolífera. A informação foi veiculada inicialemente pela Reuters, e confirmada em comunicado ao mercado pela Petrobras.

Com o resultado, o Mubadala Investment Company vai negociar os termos do negócio de forma exclusiva. Caso as partes não chegem a um acordo, uma nova rodada de ofertas pela Rlam será aberta. Não foi divulgado o valor da proposta dos árabes.

“O início das negociações com o participante que apresentou a melhor proposta é um desdobramento esperado nos projetos de desinvestimento, do qual, de acordo a Sistemática de Desinvestimentos, não há previsão de divulgação ao mercado”, ressaltou a Petrobrás, no comunicado.

A petrolífera brasileira pretende se desfazer de um total de oito refinarias, correspondente a 50% do parque de refino. Até o momento, nenhuma transação foi concluída.