Publicado em 08/08/2019 às 21h40.

Governo estuda acabar com deduções do IR e corrigir faixa de isenção pela inflação

Mudanças mudanças estão entre os pontos que serão incluídos na reforma tributária da gestão Bolsonaro

Redação
Foto: Marcelo Casal/ Agência Brasil
Foto: Marcelo Casal/ Agência Brasil

 

A equipe econômica do governo Jair Bolsonaro (PSL) estuda acabar com as deduções de gastos com saúde e educação do Imposto de Renda, informa reportagem da Folha de S. Paulo. Conforme a publicação, a medida é uma contrapartida para a redução da alíquota máxima da tabela, hoje em 27,5%.

Segundo integrantes do Ministério da Economia, o governo também avalia ajustar a faixa de isenção do IR apenas pela inflação.

Tanto o fim das deduções quanto o aumento da faixa de isenção de acordo com a inflação estão sob análise.

De acordo com a Folha, as mudanças na tabela do Imposto de Renda estão entre os pontos que serão incluídos na reforma tributária da gestão Bolsonaro.

O ministro Paulo Guedes (Economia) planeja entregar o projeto ainda em agosto, destaca o jornal paulista. A ideia inicial era apresentar o texto após a votação do segundo turno da reforma da Previdência na Câmara, concluído na quarta-feira (7).