Publicado em 05/08/2022 às 07h15.

Indústria de Bebidas Dore vai implantar fábrica em Alagoinhas

Serão aplicados R$ 20 milhões na produção de refrigerantes, sucos, chás e energéticos

Redação
Foto: Ascom SDE
Foto: Ascom SDE

 

A Indústria de Bebidas Dore oficializou a proposta de implantar uma fábrica em Alagoinhas. De acordo com protocolo de intenções assinado com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), serão aplicados R$ 20 milhões em uma unidade de produção de refrigerantes, sucos, chás e energéticos. A previsão é que sejam gerados 500 empregos entre diretos e indiretos.

A Dore integra o grupo Sidore Indústria de Refrigerantes e Águas Minerais. Fundada no Rio Grande do Norte há 110 anos, a empresa já atua no mercado nordestino com marcas próprias e licenciadas, como Tampico, Grapette e Mormaii Energetic. A unidade baiana terá capacidade de produção de 250 mil pacotes unitário-mensais.

“A Bahia é o estado que mais se desenvolve comercialmente dentro dos seis estados que a gente explora. Temos crescido nossa participação por aqui. A Bahia é geograficamente importante para o Nordeste e Alagoinhas é o maior polo de bebidas do Brasil”, disse o sócio-diretor do grupo Sidore, Antônio Cabral.

De acordo com a SDE, o polo de Alagoinhas é conta com seis fábricas instaladas, fruto de aproximadamente R$ 2,5 bilhões em investimentos, geram 6,9 mil empregos entre diretos e terceirizados. “A SDE trabalha para prospectar novos empreendimentos e investimentos para os municípios baianos. O impacto é positivo e resulta na geração de novos empregos”, destaca o Secretário de Desenvolvimento Econômico, José Nunes.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.