Publicado em 04/05/2016 às 09h40.

JAC Motors aluga terreno e promete iniciar produção em 2017

A fábrica vai funcionar em regime de CKD – método de fabricação em que todas as peças do veículo são importadas prontas e juntadas no destino final

Redação
Foto: Elói Corrêa/GOVBA
Foto: Elói Corrêa/GOVBA

 

A JAC Motors do Brasil assegurou, em nota à imprensa, a manutenção do projeto redimensionado para a montagem de automóveis utilitários do modelo T-5 no Polo Industrial de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. A dúvida sobre a manutenção da construção surgiu com a publicação de uma portaria do governo do Estado, por meio da Superintendência de Desenvolvimento Industrial e Comercial (Sudic), que cedeu para a Cimatec Industrial o terreno que tinha sido destinado à montadora chinesa.

De acordo com a direção da JAC Motors no Brasil, a empresa já fechou o contrato de locação de um galpão pronto, também em Camaçari, onde vai iniciar as operações no primeiro trimestre do ano que vem. No novo projeto, o investimento de R$ 1 bilhão caiu para R$ 200 milhões, com capacidade de produção de 20 mil veículos/ano, contra os 100 mil anteriores. A produção será iniciada no primeiro trimestre de 2017.

Ainda segundo a direção brasileira da empresa, a fábrica vai funcionar em regime de CKD – método de fabricação em que todas as peças do veículo são importadas prontas e depois juntadas no destino final. O primeiro veículo montado na Bahia será o utilitário-esportivo T5.

Cimatec Industrial – O novo empreendimento, que está sob a responsabilidade da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), é um condomínio industrial de base tecnológica para manufatura avançada, que vai funcionar de forma integrada com um centro de pesquisa. A unidade industrial no Polo contará com laboratórios, centros de pesquisa e capacitação, além de plantas-piloto para abrigar projetos das indústrias, inclusive com pistas de teste para os setores automotivo e de aviação.

O projeto prevê expansão em cinco etapas de implantação em mais de 15 anos, partindo de um investimento inicial de R$ 80 milhões, que pode chegar a R$ 500 milhões ao longo do período.

PUBLICIDADE