Publicado em 26/05/2017 às 09h20.

Juros do rotativo caem, mas ainda passam de 400%

Desde abril, os consumidores que não conseguem pagar integralmente a fatura do cartão de crédito, só podem ficar no crédito rotativo por 30 dias

Redação
Foto: Arquivo/Agencia Brasil
Foto: Arquivo/Agencia Brasil

 

A taxa de juros do rotativo do cartão de crédito caiu em abril, mas ainda assim ficou em 422,5% ao ano, segundo divulgado nesta quinta-feira (25), pelo Banco Central (BC) – o rotativo é o crédito tomado pelo consumidor quando paga menos que o valor integral da fatura do cartão.

A taxa média de juros no crédito livre caiu de 52,5% ao ano, em março, para 49,1% ao ano, em abril. Já a taxa do crédito parcelado subiu 3,1 pontos percentuais e passou para 161,6% ao ano. No caso do crédito rotativo do cartão migrado para o parcelado, a taxa ficou em 151,2% ao ano.

Desde abril, os consumidores que não conseguem pagar integralmente a fatura do cartão de crédito, só podem ficar no crédito rotativo por 30 dias. A nova regra, fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) em janeiro, obrigou as instituições financeiras a transferir para o crédito parcelado, que cobra taxas menores.