Publicado em 13/07/2020 às 15h18.

Nível de pessimismo diminui entre empresários baianos no mês de junho

Índice que avalia expectativas do setor produtivo do estado apresentou melhoras em junho

Redação
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

 

O nível de pessimismo entre os empresários baianos diminuiu no mês de junho, de acordo com o Indicador de Confiança do Empresariado Baiano (ICEB), índice que avalia as expectativas do setor produtivo do estado, calculado pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI). Este é o primeiro sinal de melhora depois de quatro meses de retrocessos consecutivos.

Em uma escala que vai de -1.000 a 1.000 pontos, o ICEB marcou -451 pontos. Apesar de ainda ser um cenário pessimista, isso representa uma alta de 113 pontos em relação ao registrado em maio (-564 pontos), garantindo uma melhora no quadro. No entanto, num comparativo com o registrado no mesmo período do ano passado (-94 pontos), ocorreu uma piora de 357 pontos. No ano, a confiança acumula uma queda de 520 pontos.

A melhora no nível de confiança de maio a junho é resultado dos indicadores de todas as quatro atividades. Em junho, a Agropecuária marcou -131 pontos; a Indústria, -371 pontos; os Serviços, -536 pontos; e o Comércio, -444 pontos. O pessimismo, portanto, continuou prevalecendo em todos os setores no mês, com o segmento de Serviços exibindo o maior nível e o setor agropecuário, o menor.

Dos itens avaliados, os PIBs estadual e nacional, e a situação financeira apresentaram os piores indicadores de confiança no mês. Já os juros, a inflação e a exportação tiveram as melhores expectativas do empresariado baiano.