Publicado em 04/12/2016 às 10h00.

Nova tentativa: Ebal confirma leilão no início de 2017

No início deste ano, a companhia chegou a marcar um leilão, na Bolsa de Valores de São Paulo que foi adiado por falta de interessados

Redação
(Foto:Adenilson Nunes/AGECOM)
Foto: Adenilson Nunes/AGECOM

 

A Empresa Baiana de Alimentos (Ebal), que administra as lojas da Cesta do Povo deve marcar para o primeiro semestre de 2017 o leilão  que vai repassar a rede à iniciativa privada. O certame já está em fase final,  potenciais investidores interessados na aquisição das lojas da Cesta do Povo estão por terminar o levantamento de riscos do negócio.  A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (SDE) neste sábado (3).

No início de 2016, a companhia chegou a marcar um leilão, na Bolsa de Valores de São Paulo, tendo preço fixado em R$ 81 milhões, mas o certame acabou sendo adiado por falta de interessados. Desde então, a Ebal acelerou o processo de enxugamento com o fechamento de lojas.

Conforme a  Associação Baiana dos Trabalhadores da Ebal/Cesta do Povo, só restam hoje em atividade apenas 96 lojas de uma rede antes composta de 245 unidades. Cerca de mil funcionários foram demitidos, estando  apenas 800 ainda trabalhando.



Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.