Publicado em 30/06/2022 às 07h45.

Pedidos de demissão equivalem a 33% do total de desligamentos

Em maio, segundo levantamento da LCA Consultores, todos os estados registraram recorde nas demissões voluntárias

Redação
Foto: reprodução/site do FGV Ibre
Foto: reprodução/site do FGV Ibre

 

Nos 12 meses encerrados em maio, o Brasil contabilizou 6,175 milhões de demissões a pedido do trabalhador. O número equivale a 33% do total de desligamentos no período (18,6 milhões). O levantamento é da LCA Consultores e leva em conta os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Em maio, ocorreram 572.364 demissões voluntárias – o número só abaixo do de março (603.136). Nessa base de comparação, os pedidos de demissão equivalem a 36% do total de maio (1.683.942).Comparando com o mesmo mês de 2021, o aumento foi de 52%.

No mês passado, todos os estados registraram recorde nos pedidos de demissão desde janeiro de 2020 – início da série histórica, marcada pela mudança na metodologia do Caged. Na Bahia, o intervalo de 12 meses teve 130.649 pedidos de demissão, aproximadamente 20% do total de 654.292 desligamentos. No mês, o volume de 12,7 mil pedidos equivale a 21% dos 60,1 mil cortes totais. Fonte: G1

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.