Publicado em 12/11/2019 às 14h07.

Setor de serviços na Bahia tem pior resultado na média nacional, segundo IBGE

O resultado da Pesquisa Mensal de Serviços foi divulgado nesta terça-feira (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

Redação
Foto: Divulgação/IBGE
Foto: Divulgação/IBGE

 

O volume do setor de serviços na Bahia caiu 2,2% no mês de setembro, em comparação ao ganho acumulado nos meses de julho e agosto. O resultado da Pesquisa Mensal de Serviços foi divulgado nesta terça-feira (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Este resultado é considerado pior que a média nacional e o terceiro maior recuo entre os estados do Brasil, ficando acima apenas do Espírito Santo e do Rio Grande do Norte. Em agosto, o volume do setor de serviços avançou em 14 dos 27 estados, apresentando desfalques apenas em Amapá, Roraima e Acre.

Quando comparado a setembro do ano passado, o volume de serviços do Estado também teve uma queda importante, menos 5,6%. A Bahia ficou pela 4ª vez com o resultado negativo, na comparação com o mesmo mês do ano passado, e um desempenho pior que a média nacional. Nesse confronto, 16 dos 27 estados viram o volume de serviços cair, com destaque para Rondônia (-10,7%), Alagoas (-9,5%) e Piauí (-6,1%).

Com os resultados de setembro, o setor de serviços na Bahia mostrou a quarta aceleração consecutiva no seu ritmo de queda, tanto no acumulado no ano de 2019 quanto em 12 meses, chegando a -2,0% e -2,4% respectivamente.

Ambos os resultados seguem aquém da média nacional: 0,6% no acumulado em 2019 e 0,7% nos 12 meses encerrados em setembro.