Publicado em 06/07/2020 às 16h30.

Unidade da Fafen em Camaçari tem previsão de reabertura para início de 2021

Arrendatária Proquigel assinou protocolo nesta segunda; planta deve gerar cerca de 1,3 mil empregos

Redação
Foto: Ascom SDE
Foto: Ascom SDE

 

Fechada e depois arrendada pela Petrobrás, a unidade baiana da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen) deve ser reaberta no início de 2021. A previsão é fruto do protocolo de intenções assinado pela nova gestora da unidade, a Proquigel, firmado nesta segunda-feira (6) junto a Secretária de Desenvolvimento Econômico (SDE).

O investimento programado é de R$ 95 milhões, o que deve gerar 1,3 mil empregos diretos e indiretos. Serão fabricados na unidade amônia, ureia, ARLA (substância que reduz a emissão de poluentes em motores a diesel) e dióxido de carbono, com capacidade de produção de até 3,38 mil toneladas/dia.

“Esta unidade tem uma importância enorme para a Bahia e o país. Com a sua hibernação, o produto passou a ser importado”, afirma o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, João Leão.

Integrante do Unigel, a Proquigel arrendou também a Fafen-SE.  Segundo Roberto Fiamenghi, diretor de Relações Institucionais da Unigel, o projeto de reativação está sendo feito nas duas unidades.”Esse protocolo prevê o diferimento do imposto na compra ou importação do gás natural, além de outros incentivos para operação da Fafen”, disse.

“A Fafen parou suas atividades porque estava deficitária, o preço do gás natural estava muito alto. Estamos buscando alternativas de fornecimento de gás natural, o mercado de gás está mudando e hoje oferece melhores condições”, completou o executivo.