Publicado em 14/09/2020 às 16h16.

Vendas do varejo baiano crescem em julho após seis meses de queda

De acordo com a Federação do Comércio, setor teve expansão no faturamento de 2,5% no comparativo com mesmo mês de 2019

Redação
Foto: Reprodução/Fotos Públicas
Foto: Reprodução/Fotos Públicas

 

Em julho, as vendas do comércio varejista da Bahia registraram crescimento de 2,5% na comparação com igual período de 2019, interrompendo o ciclo de seis quedas consecutivas. O faturamento fechou aquele mês em R$ 8,2 bilhões – R$ 200 milhões a mais do que em julho de 2019.

O levantamento, realizado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio-BA) utiliza os dados da Pesquisa Mensal do Comércio/IBGE. “O fato de as pessoas estarem trabalhando mais em casa gerou aumento nas vendas do setor de móveis e decoração de 36,3% no contraponto anual”, informa o consultor econômico da Federação, Guilherme Dietze.

Dos oito setores pesquisados, cinco aumentaram as vendas. O destaque ficou por conta do setor de eletrodomésticos e eletrônicos.Os setores básicos do comércio, supermercados e farmácias continuam com expansão nas vendas de 13% e 7,3%, respectivamente.

“Além do auxílio emergencial que segue em grande parte para o mercado, o aumento de preços de alimentos e bebidas acima da inflação média leva as famílias a terem que gastar mais para manter a mesma cesta de produtos”, destaca o economista.