Publicado em 26/10/2020 às 12h52.

Namoro entre influenciadores de 12 e 19 anos vira polêmica na web por diferença de idade

Internautas pedem o envolvimento do Conselho Tutelar no caso, já que de acordo com o código penal

Redação
Foto: TikTok
Foto: TikTok

 

A internet entrou em um grande debate nesta segunda-feira (26) após a repercussão de um casal de TikTokers (influenciadores da plataforma chinesa), formado por um rapaz de 19 anos e uma menina de 13 anos. A garota, que não terá o nome citado para preservar a identidade, é conhecida na plataforma por seus vídeos virais. O rapaz, Pietro Riguengo, também é famoso na internet pelos vídeos.

O romance se tornou público após uma postagem da garota em suas redes sociais. No texto, a menina de 13 anos, fala que a mãe dela está ciente do que acontece entre eles e o namoro foi autorizado pelos pais.

“Estamos namorando e muito felizes. Nossos pais sabem e autorizam nosso namoro, toda a família sabe. Eu quero e autorizo nosso namoro. Fiquem tranquilos. A diferença de idade da gente não é nada comparado ao amor que temos um pelo outro”, disse a menina. Pietro também tenta tranquilizar os internautas sobre o namoro. “Estou 100% ciente do tempo da **** e vou respeitar isso”.

A declaração dos dois não impediu os ataques ao rapaz. Internautas pedem intervenção do conselho tutelar por se tratar de uma garota de apenas 13 anos, namorando com um rapaz maior de idade. “Pedofilia não é opinião. Não existe relação consensual entre um homem de dezenove anos e uma criança de doze. É crime, não é amor. Tem gente romantizando só porque ele é novo e bonitinho, pedofilo não é só um tiozinho com uma jovem não”, disse um internauta.

“Vocês façam o favor de denunciar o pedófilo, os pais, o conselho tutelar, a justiça, as redes sociais que não derrubaram o perfil deles. Mas não exponham a criança de 12 anos dessa história. De irresponsáveis já bastam os adultos dessa história”, escreveu outra.

De acordo com o Código Penal, é considerado crime quando há relações sexuais com menores de 14 anos, com pena de 8 a 15 anos de prisão.

A mãe da menina, Priscilla Lomovtov, se pronunciou após a repercussão do caso. “**** e Pi são figuras públicas. Já estávamos preparados para esse ataque, mas para quem gosta da gente, fiquem tranquilos. Eles estão muito bem e mais felizes que nunca”, escreveu ela.

Mais notícias