Publicado em 17/10/2019 às 13h41.

Procon autua academia após reclamação de Léo Santana na web

Situação envolvendo o cantor e três músicos de sua banda aconteceu em Campo Grande no último final de semana

Redação
Foto: Instagram/ Arquivo Pessoal
Foto: Instagram/ Arquivo Pessoal

 

Léo Santana passou por um verdadeiro perrengue em uma de suas viagens a trabalho. O artista desabafou nas redes sociais após ter sido impedido de treinar em uma academia de Campo Grande, no Mato Grosso, pelo local não aceitar o pagamento em dinheiro.

Na ocasião, Léo e mais três companheiros de banda encontraram apenas uma academia aberta na cidade para treinar, mas ao tentar pagar a diária foi informado que o local não aceitava dinheiro, apenas cartão.

“Eu disse para ela: não diga isso, é a única academia aberta, me ajude! Eu estou com três da banda aqui que também querem treinar. Aí ela falou: ‘tá bom, entre você aqui’. Eu digo ‘sozinho não, os demais querem treinar e estão com dinheiro para pagar’ e ela disse que não, só no cartão”, relatou.

O baiano conta que deixou o local sem poder treinar e chateado com toda situação. “Norma da casa, beleza, mas chega a ser ridículo mesmo você com dinheiro para pagar o que você quer consumir e você não pode. Esse é o nosso país, vai entender Smart Fit”, criticou.

A repercussão nas redes sociais fez com que o caso chegasse a Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon), que autuou a academia por irregularidades na relação de consumo. As informações são do site Correio do Estado.

De acordo com o Procon, a academia já é alvo de outras denúncias de usuários por irregularidades em torno de informações e preços, como o pagamento mês a mês sendo aceito apenas no cartão de crédito ou débito.

O pagamento em dinheiro é aceito apenas para adiantar os doze meses de serviço. Algo que fere o Código de Defesa do Consumidor.

Em nota enviada ao Correio do Estado, a Smart Fit “esclarece que cumpre rigorosamente a lei no exercício de suas atividades e que quaisquer irregularidades, se existentes, serão solucionadas”.

PUBLICIDADE