Publicado em 05/07/2019 às 11h37.

Morre Mendonça, ex-meia e ídolo do Botafogo, após dois meses internado em estado grave

Ex-jogador estava no hospital após cair de escada em uma estação de trem no Rio de Janeiro; na noite de quinta (5), houve piora em decorrência de uma infecção

Redação
Foto: Reprodução/Twitter
Foto: Reprodução/Twitter

 

O ex-jogador Milton da Cunha Mendonça, ou apenas Mendonça, ex-meia e ídolo do Botafogo, morreu na manhã desta sexta-feira (5), aos 63 anos. As informações são do portal globoesporte.com. 

Ele estava internado em estado grave há cerca de dois meses no CTI do Hospital Albert Schweitzer, após cair de uma escada em uma estação de trem em Bangu, no Rio de Janeiro. 

Na noite de quinta-feira (4), Mendonça apresentou uma piora no quadro em decorrência de uma infecção grave. Fígado e rins já estavam comprometidos. De acordo com a matéria, Mendonça estava em choque séptico, situação que não foi revertida apesar do tratamento com antibióticos.

O ex-jogador nasceu em 23 de maio de 1956, e atuou no time entre 1975 e 1982. Além do Botafogo, ele jogou em clubes como Palmeiras, Santos e Grêmio.

O Botafogo publicou uma homenagem ao ídolo no perfil oficial no Twitter. O clube destacou a trajetória do ex-jogador no período em que atuou no alvinegro. 

“O dia amanheceu triste. Mendonça nos deixou aos 63 anos. Ídolo, obrigado pela entrega e dedicação, respeito com a camisa, pelos gols e dribles inesquecíveis, por torcer em campo, e por enriquecer a nossa história. Você será lembrado com carinho e reconhecimento. Descanse em paz!”, disse o clube.

Veja:

PUBLICIDADE