Publicado em 05/11/2019 às 17h23.

Alexandre Nardoni recebe habeas corpus e deve retornar ao semiaberto

Alexandre foi condenado pela prática de homicídio qualificado por meio cruel

Redação
Foto: Alex Silva/AE
Foto: Alex Silva/AE

 

Condenado a 30 anos pelo assassinato da filha Isabella, Alexandre Nardoni recebeu nesta terça-feira (5), do Superior Tribunal de Justiça um habeas corpus e deve retornar ao regime semiaberto. Ele havia perdido o benefício em agosto após um recurso do MP (Ministério Público) pedir que ele fosse submetido a um teste psicológico.

Na decisão, o ministro Ribeiro Dantas afirma que Alexandre tem o direito de continuar em regime semiaberto, por apresentar “bom comportamento carcerário, ausência de faltas disciplinares e o fato de ter sido favorável o exame psiquiátrico.”

O juiz disse ainda ser dispensável a possibilidade de realizar o exame psicológico pedido pelo MP, o teste de Rorschach — conhecido como “teste do borrão”. O exame avalia o perfil das pessoas por meio da interpretação de desenhos que lhe forem apresentados.

Alexandre foi condenado pela prática de homicídio qualificado por meio cruel, mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima e para assegurar a ocultação de outro crime.

PUBLICIDADE