Publicado em 15/08/2019 às 07h23.

Com adiamento de escolha, interino pode assumir a PGR a partir de setembro

Mandado de Raquel Dodge termina no dia 17 de setembro

Redação
Foto: Reprodução/Agência Brasil
Foto: Reprodução/Agência Brasil

 

Com o adiamento da escolha do nome que irá suceder Raquel Dodge na Procuradoria-Geral da República (PGR), ganhou força a ideia de que um subprocurador assuma o posto interinamente.

De acordo com a legislação, o vice-presidente do Conselho Superior do MPF, Alcides Martins, eleito na semana passada, seria o chefe da PGR de forma provisória.

Isso porque o mandado de Raquel Dodge termina no dia 17 de setembro. Nesta quarta, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira, disse à Folha que Jair Bolsonaro só deve anunciar “na semana que vem ou talvez na seguinte” seu indicado.

PUBLICIDADE