Publicado em 23/01/2020 às 08h08.

Defesa entra com recurso para que juiz rejeite denúncia contra Glenn

Jornalista foi denunciado pelo MPF sob a acusação de ter envolvimento no hackeamento de celulares de autoridades, como o do ministro Sergio Moro (Justiça)

Redação
Foto: Reprodução/TV Cultura
Foto: Reprodução/TV Cultura

 

A defesa de Glenn Greenwald apresentou recurso ao juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal, na expectativa que o magistrado rejeite a denúncia contra o jornalista, informa a coluna Painel, da Folha de S. Paulo. O recurso foi ajuizado na quarta-feira (22)

Glenn foi denunciado pelo Ministério Público com a acusação de que ele teria envolvimento no hackeamento de celulares de autoridades, como o do ministro Sergio Moro (Justiça) e o do coordenador da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol. O jornalista nega participação.

Segundo a Folha, no recurso, a defesa de Glenn alega que a denúncia do MP viola a autoridade do ministro Gilmar Mendes, do STF, que proibiu a responsabilização do jornalista no caso.

Além disso, argumenta que houve uma ilegalidade da Procuradoria, que não requisitou à Justiça o pedido expresso para acessar as conversas do jornalista, cuja proteção de sigilo é equivalente ao de um advogado com seu cliente.

Ainda conforme o jornal paulista, o terceiro argumento é o de que Glenn está sendo responsabilizado como participante de um delito, mas não há nenhuma conduta narrada na denúncia que comprove sua atuação.

O pedido da defesa em primeira instância visa a derrubar a denúncia, mas não afasta a possibilidade de que os advogados façam uma reclamação direta também ao STF, com a justificativa de que uma ordem da corte foi desrespeitada. O recurso, porém, só deve ocorrer após o fim do recesso judiciário.

PUBLICIDADE