Publicado em 17/09/2020 às 17h01.

Inquérito sobre PF é suspenso até Plenário decidir sobre depoimento de Bolsonaro

Ministro Marco Aurélio Mello deixou que colegas do STF decidam sobre forma que Bolsonaro prestará depoimento à Polícia Federal

Redação
Foto: Rosinei Coutinho/STF
Foto: Rosinei Coutinho/STF

 

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu o inquérito que investiga se Jair Bolsonaro interferiu ou tentou interferir na Polícia Federal. A decisão acompanha a remessa ao Plenário da Corte da decisão sobre a forma em que o presidente da República deverá prestar depoimento. O presidente da Corte, Luiz Fux, deverá definir data para o julgamento.

De acordo com informações do G1, a decisão de Marco Aurélio atende a recurso da Advocacia-Geral da União (AGU), que defende o direito de Bolsonaro depor por escrito. O relator do inquérito, ministro Celso de Mello, havia rejeitado essa possibilidade por entender que a opção não se aplica a investigados.

O depoimento de Bolsonaro, segundo decisão de Marco Aurélio, estava marcada acontecer entre os dias 21 e 23 de setembro, na próxima semana. A suspensão do depoimento serve também para que o Ministério Público Federal se manifeste sobre a questão. Augusto Aras, titular da Procuradoria-Geral da República (PGR), já defendeu que o presidente escolha a melhor forma de depor.