Publicado em 02/12/2020 às 17h35.

PGE pede quebra de sigilo de Luciano Hang em ação que investiga campanha de Bolsonaro

Manifestação enviada ao TSE inclui ainda quatro empresas, após documento indicar prática de disparo em massa de mensagens no WhatsApp

Redação
Foto: Reprodução/ Facebook
Foto: Reprodução/ Facebook

 

A Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE) solicitou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a quebra de sigilo bancário e fiscal do empresário bolsonarista Luciano Hang e das empresas Quick Mobile, Yacows, Croc Services e SMS Market. Todos são envolvidos na investigação que apura existência de disparo em massa de mensagens de WhatsApp para favorecer Jair Bolsonaro nas eleições de 2018.

De acordo com informações de O Globo, a PGE encontrou novas evidências da prática e quer agora quebra do sigilo referente ao período entre 1º de julho e 30 de novembro de 2018. O vice-procurador-geral eleitoral, Renato Brill de Góes, também pediu a reabertura da instrução e julgamento conjunto das quatro ações de investigação judicial eleitoral (Aije) que pedem a cassação da chapa vencedora do pleito daquele ano.

Isso porque nova documentação obtida pela investigação mudou o panorama do caso. Trata-se de um ofício enviado pelo WhatsApp, em novembro de 2019, que relata a identificação de um “comportamento anormal, indicativo do envio automatizado de mensagens em massa” por contas pertencentes às empresas SMS Market Soluções Inteligentes e Yacows Desenvolvimento de Softwares, além de conta pertencente a William Evangelista, sócio da SMS Market.

“É incontroverso que o surgimento dessa relevante informação superveniente – que converge harmonicamente com os fatos narrados na representação inaugural – consiste em indícios suficientes para a visitação da decisão de indeferimento das medidas cautelares”, destacou Brill de Góes.

O documento só chegou após encerramento da fase de instrução, por isso a manifestação pela reabertura do caso em duas ações que já estavam prestes a serem encerradas. O vice-PGE solicitou também reconhecimento da conexão entre as quatro ações, a reabertura da instrução de duas dessas ações e a quebra dos sigilos bancário e fiscal.