Publicado em 01/07/2020 às 16h14.

Procuradoria Geral da República abre notícia de fato contra Eduardo Bolsonaro

Filho do presidente será alvo de 'averiguação preliminar' sobre declaraçoes de que presidente poderia tomar 'medida enérgica'

Redação
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

 

Deputado federal e filho do presidente Jair Bolsonaro, Eduardo Bolsonaro é alvo de uma notícia de fato instaurada pela Procuradoria Geral da República. Titular da PGR, Augusto Aras enviou parecer sobre o caso ao ministro do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello.

Aras realiza uma “averiguação preliminar” sobre declarações do parlamentar, entre elas a de que não se trata de uma questão de “se”, e sim “quando” seu pai, o presidente Jair Bolsonaro adotará uma “medida energética” após operação da Polícia Federal no inquérito das “fake news” atingir aliados do Planalto.

“Caso surjam indícios mais robustos de possível prática de ilícitos pelo representado, será requerida a instauração de inquérito criminal no STF, para adoção das medidas cabíveis”, afirmou Aras

Na semana passada, a PGR fez comunicado ao STF semelhante em relação ao ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Helene. O ministro divulgou nota afirmando que um eventual pedido de apreensão do celular de Jair Bolsonaro poderia “ter consequências imprevisíveis” para a estabilidade do país. Fonte: Terra

Mais notícias