Publicado em 24/09/2022 às 17h30.

TJDFT determina retirada de reportagens do UOL sobre compra de imóveis pela família Bolsonaro

A decisão atende a um pedido do senador Flávio Bolsonaro

Redação
Foto: Arquivo/Agência Brasil
Foto: Arquivo/Agência Brasil

 

As reportagens do portal UOL, sobre a compra de 51 imóveis, em dinheiro, pela família do presidente Jair Bolsonaro (PL) terão que sair do ar após determinação do desembargador Demétrius Gomes Cavalcanti, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT). A decisão é liminar e atende a um pedido do senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ).

Na decisão, foi detalhado que no entendimento do TJ as reportagens, escritas pelos jornalistas Juliana Dal Piva e Thiago Herdy, basearam-se em uma investigação anulada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). 

O UOL respondeu que já cumpriu a decisão, no entanto classificou a determinação como “censura” e declarou que vai recorrer.

As reportagens tratavam do patrimônio do presidente, dos três filhos mais velhos, da mãe, de cinco irmãos e duas ex-mulheres, no Distrito Federal e nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo. 

De acordo com o texto, são supostamente 107 imóveis, dos quais 51 foram comprados com dinheiro vivo. Em valores corrigidos pela inflação, o montante equivale atualmente cerca de R$ 26 milhões, segundo a reportagem.

Com informações do G1.

 

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.