Publicado em 04/12/2021 às 07h30.

TRE-BA conquista certificação máxima em premiação do CNJ

Sob o comando do desembargador Roberto Frank, Tribunal recebeu a melhor avaliação dentre os 27 Eleitorais do Brasil

Redação
Foto: TRE/BA
Foto: TRE/BA

 

Durante a abertura do segundo dia do 15° Encontro Nacional do Poder Judiciário, realizado na sexta-feira (3), o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) entregou o Prêmio CNJ de Qualidade, na categoria Diamante, ao Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA).

A Justiça Eleitoral baiana alcança a certificação máxima da premiação, com a mais alta pontuação (89,30%), sagrando-se como primeiro colocado dentre todos os outros Tribunais Regionais Eleitorais do Brasil.

Capitaneado pelo Desembargador Roberto Maynard Frank, o TRE baiano investiu no aprimoramento dos serviços e na modernização de sua prestação jurisdicional. “Essa conquista é a coroação do trabalho de uma equipe valorosa e de uma gestão pautada na desburocratização dos serviços voltados aos cidadãos, na realização de investimentos em tecnologia e em inteligência artificial, e de um olhar administrativo voltado à priorização da governança, inovação, transparência e sustentabilidade”, celebrou Frank.

Na oportunidade, o desembargador também reafirmou o compromisso do TRE baiano com a priorização do primeiro grau de jurisdição, sublinhando a criação da Secretaria Judiciária Remota do 1º Grau de Jurisdição (SJR), a consecução das reformas nas unidades cartorárias no interior do Estado, e a implementação da solução de automação judicial por meio do robô Janus, cuja atuação reduziu significativamente os esforços humanos em tarefas repetitivas e de menor complexidade, resultando em ganho de tempo e melhor aproveitamento da força de trabalho.

Outro importante destaque da gestão foi a criação do Núcleo de Atendimento Virtual ao Eleitor (NAVE), com atuação ágil e eficiente, proporcionando comodidade, conforto e eficiência aos eleitores que buscam os serviços da Justiça Eleitoral, seja por meio do robô MAIA, seja por meio do atendimento humano.

Ambas as ferramentas são pioneiras na Justiça Eleitoral, sendo relevante destacar que os robôs foram ungidos e criados no Regional baiano, sem custos.

Frank ainda agradeceu aos servidores, magistrados e colaboradores do Regional, “que atuam com seriedade, agilidade e competência a cada empreitada, contribuindo para que o sentimento de desafio seja renovado cotidianamente pelo prazer de percebermos que estamos cumprindo o nosso propósito, alinhados à missão, visão e os valores da Justiça Eleitoral da Bahia”.



Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.