Publicado em 05/09/2022 às 09h34.

Prefeita diz que meta ‘é transformar praticamente toda a frota em ônibus elétrico’

Nesta segunda, governador entrega primeiros ônibus elétricos do transporte metropolitano; para prefeita, estes veículos são mais apropriados ao momento atual

Adriano Villela / Jamile Amine
Foto: Jamile Amine/bahia.ba
Foto: Jamile Amine/bahia.ba

 

A cidade de Lauro de Freitas vai lançar uma licitação visando a adoção de ônibus elétricos em seu sistema de transporte municipal. A medida foi anunciada pela prefeita Moema Gramacho (PT) nesta segunda-feira (5), durante o ato em que o governador Rui Costa entregou os primeiros 20 veículos movidos à energia elétrica que vão circular no transporte metropolitano entre Lauro de Freitas e Salvador (foto).

“Ônibus elétricos têm a ver com tecnologia, com sustentabilidade, com ecologia”, avalia a gestora. “Nós queremos muito que mais para frente a gente tenha muito menos ônibus que jogam CO2 no ar”. A meta, continuou ela, é transformar “praticamente toda a nossa frota em ônibus elétrico, que é o que manda a tecnologia do terceiro milênio”. A proposta de Moema Gramacho é integrar os ônibus elétricos da cidade com os do transporte metropolitano e o metrô.

A prefeita destacou que pretende articular com o governo estadual uma ampliação da rota com este formato de ônibus até o centro de Lauro de Freitas, até a escola Estadual Bartolomeu de Gusmão. “O público (atendido) vai ser muito maior”, disse. A prefeita defende ainda a criação de um novo trecho, da UPA do bairro de Itinga até a interligação com a estação de transbordo do metrô.

Projeto-piloto

Os 20 ônibus elétricos entregues nesta segunda-feira (5) correspondem a 5% da frota do transporte metropolitano a ser renovada. Foram adquiridos por R$ 44,7 milhões. Vão atender, inicialmente, a duas linhas: Ilha de São João x Terminal Pituaçu e Kartódromo (Praia de Ipitanga) x Terminal Pituaçu.

A operação será feita pela Viação Jequié Cidade Sol, vencedora do Pregão Eletrônico n° 04/2022.O abastecimento ocorre em dois terminais de integração com o Metrô, nas estações Retiro e Pituaçu, além do Estádio de Pituaçu, que conta com produção de energia de matriz solar.

 

 

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.