Publicado em 04/03/2021 às 13h10.

Eliana Gonzaga diz que prefeitura vai aderir ao consórcio para a compra e vacinas contra a Covid-19

"A prefeitura está empenhada no amplo enfrentamento ao coronavírus"

Redação
Foto: Divulgação/Assessoria
Foto: Divulgação/Assessoria

 

A prefeitura de Cachoeira vai aderir ao consórcio de municípios para comprar vacinas contra a Covid-19 pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP). O consórcio vai permitir que os municípios comprem a vacina caso o Plano Nacional de Imunização (PNI), do Governo Federal, não consiga atender à demanda e não forneça doses suficientes para a população. A prefeita Eliana Gonzaga (Republicanos) formalizou na quarta-feira (03) a adesão ao consórcio.

“Nesta semana, vamos encaminhar à Câmara Municipal um projeto de lei que autoriza o Executivo a participar do consórcio público e comprar as vacinas. A FNP vai coordenar a instituição consórcio e orientar sobre os trâmites a serem adotados por cada cidade”, afirmou.

De acordo com o Plano Nacional de Imunização, a obrigação de adquirir vacinas para a população é do Governo Federal. No entanto, diante da situação de urgência para a retomada segura das atividades e da economia, o consórcio é uma alternativa para acelerar o processo de imunizar a população.

A mobilização de constituir um consórcio público para aquisição de vacinas, medicamentos, insumos e equipamentos está fundamentada na Lei nº. 11.107/2005.

“A prefeitura está empenhada no amplo enfrentamento à Covid-19, tendo como principais preocupações a vida e a saúde de todos os cachoeiranos”, diz Eliana Gonzaga.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.