Publicado em 09/05/2017 às 12h35.

Em defesa, prefeitura ataca pais: ‘Nem servem para carregar mochilas?’

Por meio de nota, Secretaria Municipal de Educação ressaltou “economicidade” do material, que custou R$ 11,40 cada

Redação
Foto: Reprodução/Whatsapp
Foto: Reprodução/Whatsapp

 

Ao se defender sobre a polêmica das mochilas gigantes entregues aos alunos da rede pública de ensino, a Prefeitura de Jequié, em nota divulgada no Facebook da instituição, questionou os pais das crianças “se não servem nem para carregar as mochilas”.

Ao citar dados do Ministério da Saúde, a Secretaria Municipal de Educação ressaltou que uma criança não pode carregar mais que 10% do seu peso. “Sendo assim, parece que não tem como entregar a uma criança de creche uma mochila com tamanho ideal. Acreditamos que crianças de creche, tradicionalmente, não podem e não devem carregar suas mochilas que às vezes contêm roupa, toalha, fralda, merenda, etc. Ou será que estas pessoas querem afirmar que os pais de hoje não estão servindo nem pra carregar a mochila de seus filhos?”, questionou.

Ainda no comunicado, a prefeitura ressaltou a “economicidade” das mochilas que, segundo a administração municipal, custou R$ 11,40 cada.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.