Publicado em 04/08/2020 às 16h45.

‘Fechou muito cedo o comércio e abriu quando não deveria abrir’, critica Geilson

Pré-candidato a prefeito diz que atual gestão 'tem deixado a desejar em vários quesitos'

Raphael Minho
Foto: arquivo pessoal/Facebook
Foto: arquivo pessoal/Facebook

 

O deputado estadual e pré-candidato à Prefeitura de Feira de Santana, Carlos Geilson (Podemos), algumas medidas da atual gestão comandada por Colbert Martins (MDB). Segundo Geilson, as medidas restritivas foram tomadas muito cedo.

“Fechou muito cedo [o comércio] e abriu quando não deveria abrir. Quando fechou o comércio, observe quantos casos nós tínhamos de coronavírus, e agora com o comércio aberto”, disse.

Para o pré-candidato, houve “muita precipitação” nos municípios em relação aos decretos de restrição das atividades econômicas.

“Eu acho que houve precipitação. Muitas cidades que não haviam casos de coronavírus pediu o ‘estado de calamidade pública’ para receber verbas do governo federal”, afirmou.

Geilson ainda avaliou a prefeitura e disse que a atual gestão tenta acertar, mas lhe falta um protocolo definitivo.

“Por isso eu defino que um bom administrador deve ter no núcleo de ideias, pessoas que pensam com o governo, porque de forma solitária, a tendência é o prefeito se equivocar e o prefeito tem se equivocado, sim, em alguns pontos”, concluiu.