Publicado em 29/06/2022 às 14h21.

Mulher é presa suspeita de auxiliar suposto falso líder religioso

O homem se utilizava da prática espiritual para supostamente praticar os abusos sexuais

Redação
Foto: Ascom-PC
Foto: Ascom-PC

 

Uma mulher, suspeita de ajudar um suposto falso líder religioso, suspeito de estuprar ao menos 30 adolescentes de 12 a 18 anos no município de Barra, teve o mandado de prisão cumprido na terça-feira (28), por policiais da cidade.

“Durante as investigações, ficou evidente a participação dela no crime. Ela era responsável por receber as meninas e as encaminhava para os quartos Ela que informava que, quando o homem tocasse os instrumentos, elas teriam que tirar as roupas”, declarou o titular da DT/Barra, delegado Jenivaldo Rodrigues.

Em relação ao homem, ele foi preso em maio deste ano e segue custodiado à disposição da Justiça no sistema prisional de Barreiras. Já a mulher segue custodiada em Barra, no aguardo da audiência de custódia.

“Ela responderá como coautora dos crimes de abuso sexual mediante fraude e estupro”, explicou o delegado.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.