Publicado em 05/10/2020 às 12h41.

Município não paga contribuição social patronal ao INSS, diz prefeito; vídeo

"Toda estratégia da gestão é não recolher a parte patronal, senão você só vai pagar salário e olhe lá", ressalta Dr. Almeida

Redação
Foto: Reprodução/ Blog Paulo José
Foto: Reprodução/ Blog Paulo José

 

O prefeito de Canavieiras e candidato à reeleição, Clóvis Almeida (PROS), conhecido como Dr. Almeida, assegurou que em sua gestão não realiza os pagamentos à previdência dos valores devidos da contribuição social patronal do município. A declaração foi dada pelo prefeito durante uma live no Instagram na quinta-feira (1º).

Segundo ele, a ordem é não recolher os 22% devidos pela parte patronal ao INSS, já que ele considera “injusto”.

“Funciona da seguinte forma: em cima do salário você desconta 8% de um funcionário, que é aquela parte que você recolhe para contar a aposentadoria dele. E 22% da parte patronal. Então, esse 22% não fecha a conta. E aí toda a estratégia da gestão é não recolher a parte patronal, senão você só vai pagar salário e olhe lá. Vai ter que fechar hospital, posto, não vai limpar a cidade, porque não dá para fazer o pagamento. O governo federal, mais dia, menos dia, vai tomar uma atitude, como as dívidas do cacau, que foi empurrando com a barriga. Vai ter que se tomar uma providência com o INSS”, disse.

Ainda de acordo com Dr. Almeida, “nenhum município paga a parte patronal”. “A gente arrecada R$ 5,5 milhões e paga R$ 3 milhões e alguma coisa só de salário, fora outras despesas mensais. A gente está acumulando esse valor e no final da gestão a gente vai pedir um novo parcelamento, até o governo federal e o Congresso tomarem uma atitude”, ressaltou.

O bahia.ba tentou entrar em contato com o prefeito, mas não foi atendido. Veja o vídeo: