Publicado em 14/01/2016 às 10h03.

ACM Neto adota política do ‘quanto mais, melhor’ no Carnaval

Prefeito diz que vai contratar "uma centena de artistas" com cachês entre R$ 10 mil e R$ 20 mil

Ivana Braga
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ bahia.ba
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ bahia.ba

 

O Carnaval de Salvador já está preparado para acontecer a partir do próximo dia 30, com a saída do “Fuzuê”, de acordo com o prefeito ACM Neto (DEM). Em conversa com o bahia.ba, durante a Lavagem do Bonfim, nesta quinta-feira (14), o democrata revelou que a festa terá o investimento de R$ 70 milhões, direta ou indiretamente, e que a lógica este ano é a do “quanto mais, melhor”. “A gente precisa valorizar o pequeno e o médio e também os grandes, mas tem um limite. Quanto menos a gente paga no cachê, mais artistas vamos ter. Vamos contratar uma centena de artistas, a maioria com cachê de R$ 10 mil a R$ 20 mil”, contabilizou o gestor, sobre a realização da folia não só nos circuitos oficiais, mas também nos bairros da capital baiana.

Sobre a sua candidatura à reeleição, o prefeito insiste que ainda não decidiu se será candidato. “A gente está muito distante ainda do calendário eleitoral. Eu não vou tratar de eleição”, despistou.