Publicado em 14/11/2019 às 22h00.

Bolsonaro após saída do PSL: ‘É uma separação amigável’

Após saída do partido ser oficializada, sua ex-aliada, deputada federal Joice Hasselmann (PSL), disparou críticas contra o governo e a família do presidente

Redação
Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook

 

O presidente Jair Bolsonaro classificou nesta quinta-feira (14) sua separação do PSL com o “amigável”. Ele deve se desfiliar do partido nos próximos dias e vai criar sua própria legenda, o Aliança pelo Brasil. Em transmissão ao vivo por meio do seu perfil no Facebook, o chefe do Palácio do Planalto agradeceu seus correligionários e desejou sorte aos que permanecerem na sigla.

“A única certeza é que me desfilio, nos próximos dias, do PSL. Agradeço todo apoio e consideração que tive até o momento no partido. É uma separação amigável. Boa sorte ao presidente do partido, aqueles que apoiaram o presidente do partido, bem como o líder antigo, vão ser felizes todo mundo, cada um segue seu destino. É como uma separação, infelizmente acontece na vida da gente”, disse.

Após Bolsonaro oficializar a saída do partido, sua ex-aliada, deputada federal Joice Hasselmann (PSL), disparou críticas contra o governo e a família do presidente. “As lambanças do Palácio, dos filhos e do próprio PR conseguiram o impossível: dividir o ÚNICO partido q era 100% do gov. Seguimos lutando pelo BRASIL. Q os xiitas saiam juntos e deixem os adultos trabalharem”, escreveu em seu perfil no Twitter.

PUBLICIDADE