Publicado em 29/06/2022 às 22h40.

Bolsonaro confirma corrupção no governo, mas diz que são ‘casos isolados’

O presidente disse ainda que corrupção na sua gestão não é "endêmica"

Redação
Foto: Alan Santos / PR
Foto: Alan Santos / PR

 

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou nesta quarta-feira (29) que há casos de corrupção no governo, mas, segundo ele, são episódios “isolados” e não “endêmicos”.

“Tem casos isolados que pipocam e a gente busca solução pra isso. Mas, além da escolha dos ministros, além de conversar com eles qual é a real função dele, em cada ministério nós temos aí uma célula composta de servidores da PF, da CGU, da AGU e até mesmo TCU para analisar aquilo que é de mais caro pra nós. De modo que a gente ataca a possível corrupção na origem. Não interessa descobrir o corrupto, nós queremos é evitar que apareça a figura do corrupto”, acrescentou o presidente.

A declaração foi dada durante pronunciamento em evento da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Bolsonaro fez a afirmação quando falava da possibilidade de o Brasil passar a fazer parte da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

“O estudo avançado do ingresso do Brasil na OCDE é sinal que o Brasil é bem-visto globalmente. Nós atacamos a facilitação de negócios, bem como, o combate à corrupção. Isso nós estamos muito bem no governo. Não temos nenhuma corrupção endêmica no governo”, afirmou Bolsonaro.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.