Publicado em 11/03/2016 às 07h16.

Delcídio diz que Temer ‘patrocinou’ indicação de diretor preso

Delcídio também aponta ligação entre o vice e o lobista João Augusto Henriques, escolhido para suceder Nestor Cerveró na área Internacional da Petrobras

João Brandão
(Foto: José Cruz/Agência Brasil)
(José Cruz/Agência Brasil)

 

O senador Delcídio do Amaral (PT-MS) citou o vice-presidente Michel Temer no acordo de delação que firmou com o Ministério Público Federal, segundo a coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo. O petista disse que o peemedebista foi “o grande patrocinador” da indicação do ex-diretor Jorge Zelada para a área internacional da Petrobras, que cumpre pena de 12 anos de prisão.

A possibilidade de que ele também decida se tornar delator preocupa o partido. Ainda segundo a coluna, Delcídio também aponta ligação entre o vice e o lobista João Augusto Henriques, escolhido para suceder Nestor Cerveró na área Internacional da Petrobras. A indicação foi barrada pela presidente Dilma Rousseff.

A assessoria de Temer afirma que Zelada foi indicado pela bancada do PMDB de Minas e que, “na condição de presidente da sigla”, Temer o recebeu antes da nomeação e em 2011, quando tentou se manter no cargo, mas “não obteve apoio”. O vice diz ainda não ter nenhuma relação de proximidade com Henriques.

PUBLICIDADE