Publicado em 04/08/2017 às 10h16.

Deputados petistas vão ao MP contra ‘campanha antecipada’ de Neto

Afonso Florence e Robinson Almeida protocolaram representação nesta sexta-feira e foram recebidos pela procuradora-geral de Justiça, Ediene Lousado

Rodrigo Aguiar
Foto: Reprodução/ YouTube
Foto: Reprodução/ YouTube

 

Os deputados federais petistas Afonso Florence e Robinson Almeida ingressaram nesta sexta-feira (4) no Ministério Publico da Bahia (MP-BA) com uma representação contra o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), por campanha antecipada.

Os parlamentares argumentam que o democrata está “abandonando o expediente” para fazer viagens que teriam objetivo eleitoral. “Ele está em horário administrativo e se desloca para fazer campanha”, afirmou Florence.

Almeida alegou que houve casos em que, além de Neto, “toda a linha sucessória” estava fora da cidade. “Se não houver freio agora, ele perseverará até as eleições”, acrescentou Florence, ex-líder do PT na Câmara.

Os petistas questionam, inclusive, viagens constantes do prefeito a Brasília, nas quais o gestor estaria, segundo os congressistas, em articulações políticas com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM).

Ao protocolar a peça no MP, os deputados foram recebidos pela procuradora-geral de Justiça, Ediene Lousado.

Esta não é a primeira vez que a dupla aciona o Ministério Público contra o prefeito da capital baiana. Os petistas já haviam solicitado, no começo de junho, que fossem investigadas suspeitas de favorecimento à Odebrecht nas obras de requalificação da Barra.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.