Publicado em 30/10/2020 às 17h50.

Diplomatas que vão sobrevoar Amazônia se reúnem com ONGs ambientais

Nesta sexta (30), representantes da União Europeia participaram de conferência com o Instituto Socioambiental e com organizações indígenas

Redação
Foto: José Cruz/ Agência Brasil
Foto: José Cruz/ Agência Brasil

 

Os diplomatas europeus que vão sobrevoar a Amazônia com o vice-presidente Hamilton Mourão estão se reunindo com ONGs que atuam na proteção ao meio ambiente e aos povos indígenas. Nesta sexta-feira (30), os representantes da União Europeia participaram de uma conferência com o Instituto Socioambiental (ISA) e com a Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro (Foirn). O líder indígenas Dário Kopenawa, da Hutukara Associação Yanomami, também participou da reunião.

As informações são do G1. De acordo com a publicação, o objetivo é ouvir a avaliação dos ambientalistas sobre a forma como Jair Bolsonaro tem conduzido a política ambiental e relacionada aos povos originários. O grupo formado por representantes de África do Sul, Alemanha, Canadá, Colômbia, Espanha, França, Peru, Portugal, Reino Unido e Suécia embarca na próxima quarta-feira (4), em viagem que deve durar três dias.

Ainda devem participar da viagem os embaixadores da União Europeia e da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA). No lado brasileiro, Mourão deve ser acompanhado pelos ministros Ricardo Salles (Meio Ambiente), Tereza Cristina (Agricultura), Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Eduardo Pazuello (Saúde), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e o tenente-brigadeiro do ar Raul Botelho, chefe do Estado-Maior das Forças Armadas.

A política ambiental adotada pelo governo Jair Bolsonaro tem dificultado a concretização de acordos internacionais, como o acordo de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia.