Publicado em 27/06/2017 às 11h19.

‘É preciso bom senso’, diz Rui ao comentar denúncia contra Temer

Favorável ao financiamento público de campanha, governador defendeu mudança na legislação e disse que o Brasil tem "problema estrutural" no sistema político-partidário

Rodrigo Aguiar
Foto: Beto Barata/ PR
Foto: Beto Barata/ PR

 

Favorável ao financiamento público de campanha, o governador Rui Costa (PT) afirmou nesta terça-feira (27) que é preciso ter “bom senso”, ao ser questionado sobre a denúncia feita ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente Michel Temer (PMDB), ex-vice da chapa encabeçada pelo PT em 2014.

“A sucessão de notícias ruins tem afastado os investidores do Brasil e dificultado a retomada do emprego e da economia. É preciso bom senso, porque se não tiver bom senso, o Brasil vai patinar um bocado antes de retomar o crescimento”, declarou o petista, durante a entrega de 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Eládio Lasserre, em Cajazeiras.

Rui voltou a pedir mudanças no sistema de financiamento de campanha e disse que, caso isso não ocorra, o noticiário será o mesmo nos próximos anos. “Além do problema do comportamento das pessoas, temos um problema estrutural no sistema político-partidário brasileiro. E esse problema estrutural, que tem como base a lei, precisa ser corrigido. Tanto os desvios éticos das pessoas favorecem esse noticiário ruim, como o modelo político-partidário de financiamento de campanha é equivocado”, afirmou.

Há duas semanas, Rui disse que, na sua opinião, Temer conseguiria se manter na Presidência da República. Na época, já havia a expectativa da denúncia de Janot contra o peemedebista.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.