Publicado em 15/12/2015 às 21h09.

Em reunião em Brasília, empresários resolvem apoiar Dilma

A reunião foi um meio encontrado pelo Planalto para aproxima a presidente da Rpública ao setor no momento de fragilidade. Presentes afirmam que ela estava bem humorada

Redação

A presidente Dilma Rousseff (PT) conseguiu mais apoio contra o seu impeachment. Em reunião nesta terça-feira (15), em Brasília, com os presidentes das centrais sindicais e representantes do setor produtivo no Fórum da Previdência, empresários declararam estar ao lado da petista contra a sua destituição.

A reunião foi um meio encontrado pelo Planalto par aproxima-la do setor no momento de fragilidade.

Após a reunião, conforme o Jornal O Globo, o presidente da Associação Brasileira dos Fabricantes de Veículos (Anfavea), Luiz Moan, declarou que não irá compactuar com a decisão da Federação da Indústria de São Paulo (Fiesp). A Federação se posicionou favorável ao impeachment.

Quem também demonstrou apoio à Dilma foi o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq).

NA reunião, a presidente disse que vai buscar facilitar os acordos de leniência com as empresas envolvidas na Operação Lava Jato.

– Quero declarar aqui que eu entendo, eu compreendo a definição ou encaminhamento político que foi dado pela Fiesp. Mas, a Anfavea pensa o Brasil – disse Luiz Moan,

PUBLICIDADE