Publicado em 25/06/2022 às 13h30.

Gleisi Hoffmann afirma que Bolsonaro quer jogar Milton ‘às traças’, após prisão

Presidente cometeu "crimes de obstrução da justiça e favorecimento pessoal", disse a líder nacional do PT

Mattheus Miranda
Foto: Reprodução, redes sociais
Foto: Reprodução, redes sociais

 

A presidente nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann, apontou que o presidente Jair Bolsonaro (PL) tenta descolar sua imagem do ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, após o mesmo ser preso durante as investigações do MEC. Segundo a petista, o chefe do Executivo tenta jogar o pastor “às traças”.

“Prova atrás de prova de que Bolsonaro avisou Milton Ribeiro da operação da PF, interferiu na investigação porque sabia do esquema de corrupção no MEC. Crimes de obstrução da justiça e favorecimento pessoal. Agora, quer jogar o pastor às tarças como se não fosse com ele. Não cola”, escreveu Gleisi no Twitter, nesta sexta-feira (24).

Através de uma ligação telefônica, o ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, disse que foi informado por Bolsonaro sobre a operação da Polícia Federal — que resultou em sua prisão. Gravações autorizadas pela Justiça mostram uma conversa entre o ex-chefe do MEC e sua filha, realizada em 9 de junho, em que ele relata um telefonema de do presidente.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.