Publicado em 19/01/2020 às 07h22.

Jaques Wagner fica sem a vice-presidência do PT, e de fora do Diretório Nacional

Senador havia dito em dezembro que assumiria a vice-presidência da legenda

Breno Cunha
Foto: João Ramos/ Divulgação
Foto: João Ramos/ Divulgação

 

O PT anunciou na última sexta-feira (17) os nomes dos novos integrantes do Diretório Nacional e da Comissão Executiva Nacional do Partido.

A surpresa ficou por conta da ausência do senador Jaques Wagner do evento e da composição do Diretório Nacional.

Em dezembro do ano passado, Wagner relatou em entrevista à rádio Metrópole que havia sido convidado por Lula a assumir a vice-presidência nacional do PT. “Eu vou”, cravou, à época.

Poucos dias depois, no entanto, a revista Época noticiou que o senador baiano havia sido preterido na escolha à Executiva Nacional da legenda e, por isso, poderia assumir a liderança do partido no Senado como forma de “compensação”.

Em evento que contou com a presença do ex-presidente Lula, os vice-presidentes anunciados na última sexta foram José Geraldo Silva, José Guimarães, Luiz Dulci, Marcio Macedo e Washington Quaquá. O líder no Senado, por sua vez, será Humberto Costa.

Para o Diretório Nacional, foram escolhidos os baianos Elen Coutinho, Everaldo Anunciação, Luiz Caetano, Moema Gramacho, Sara Gabriela e Vera Lúcia.

PUBLICIDADE