Publicado em 30/01/2019 às 15h33.

Kassab nega acordo por Renan para reservar cargo para Coronel

Segundo coluna, 8 votos do PSD seriam garantidos, em troca de um posto para parlamentar baiano e outro para Omar Aziz (AM)

Redação
Foto: Izis Moacyr/bahia.ba e José Cruz/ Agência Brasil
Foto: Izis Moacyr/bahia.ba e José Cruz/ Agência Brasil

 

 

A bancada do PSD no Senado decidiu apoiar a abertura de votos para a presidência do Senado, até então secreta, e não deve fazer acordo com Renan Calheiros (MDB). É o que diz o presidente do partido, Gilberto Kassab.

O líder da legenda respondeu à publicação Broadcast Político, que apurou que o PSD teria feito um acordo em troca de cargos.

Kassab teria prometido a Renan oito votos da bancada, em caso de vitória do emedebista. Em troca, a presidência da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) seria reservada ao senador Omar Aziz (PSD-AM) e a primeira-secretaria, para o senador Angelo Coronel (PSD-BA).

Prestes a assumir o primeiro mandato, Angelo Coronel mantém, até então, a candidatura adversária a Renan para o comando do Senado. O bahia.ba não conseguiu contato com o parlamentar baiano até a publicação.



Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.